Notícias

04
out

Glaucoma

Clinica Bolzan Oftalmologia - Blog - O que e Glaucoma

Você sabe o que é glaucoma?

O Glaucoma é uma neuropatia óptica, ou seja, uma doença do nervo óptico, e quando nos referimos ao glaucoma primário de ângulo aberto, que é o tipo mais frequente de glaucoma ele não apresenta nenhuma causa específica, mas apenas fatores de risco, que nos dizem o risco de alguma pessoa desenvolver a doença.

 

E a pressão intraocular.

Por muitos anos a pressão intraocular foi apontada como a causadora do glaucoma, hoje sabemos que ela não é causadora direta, mas sim o principal fator de risco para o desenvolvimento da doença. Dessa forma, pessoas com a pressão acima do valor considerado normal (21mmHg) podem não desenvolver o glaucoma, e ao mesmo tempo, pessoas com a pressão abaixo de 21 podem sem ter a doença.

 

Quais são os sintomas do glaucoma?

O glaucoma não causa nenhum tipo de sintoma como dor de cabeça ou dor nos olhos e só vai apresentar embaçamento ou perda de campo visual quando já estiver muito avançado (alterações iniciais no campo visual só aparecem após a perda de 30-40% das fibras nervosas)

Clinica Bolzan Oftalmologia - Blog - O que e Glaucoma

Como eu posso fazer o diagnóstico do glaucoma?

Durante a consulta com o oftalmologista, ele vai procurar outros fatores de risco para o desenvolvimento do glaucoma, os mais importantes são a idade (o glaucoma primário de ângulo aberto é muito raro antes dos 50 anos), o histórico familiar (todos que têm história de glaucoma na família tem um risco maior de desenvolver a doença) e a raça (o glaucoma é mais frequente em negros do que em brancos), além de exames específicos que vão avaliar o nervo óptico e o campo visual e a pressão intra ocular (lembre-se que esse é o fator de risco mais importante) a procura de alterações relacionadas ao glaucoma.

 

Glaucoma tem cura?

Infelizmente não. Como não sabemos a causa do glaucoma, não existe uma cura definitiva. O tratamento para o glaucoma tem como base o controle de seu maior fator de risco, que é a pressão intraocular! E diversos estudos multicêntricos, com pacientes de diversas partes do mundo, mostraram, que um controle adequado da pressão paralisa a progressão da doença e consequentemente, a perda de visão!

 

Como é feito o tratamento do glaucoma?

A base de todo tratamento do glaucoma, é o controle de seu principal fator de risco, que é a pressão intraocular. Dessa forma, podemos usar medicamentos como colírios ou comprimidos e em alguns casos, até mesmo procedimentos cirúrgicos ou à laser para atingirmos a pressão alvo, que pode ser diferente para cada paciente. É muito importante entendermos, que o tratamento para o glaucoma (seja com colírios ou com cirurgia), não regenera as fibras nervosas perdidas, mas apenas protege a parte do nervo que ainda não foi acometida, portanto, o tratamento, não recupera a visão que já foi perdida, apenas preserva a visão remanescente!

 

Existem outros tipos de glaucoma?

Sim, os glaucomas secundários (quando encontramos uma causa específica), o glaucoma de ângulo fechado e o glaucoma congênito e juvenil, são mais raros que o glaucoma primário de ângulo aberto e um capítulo à parte da oftalmologia, por isso, lembre-se que seu exame oftalmológico não se resume aos óculos, procure o seu oftalmologista e não fique no escuro!

ARQUIVOS

Nossa Localização: